A Cidade

Histórico

A região era primitivamente habitada pelos índios tupiniquins. O povoamento do território iniciou-se por volta de 1560, por portugueses que se estabeleceram numa aldeia indígena, denominando-a “Aldeia de Nossa Senhora da Assunção de Macabu”.

Sendo a aldeia bastante próspera, sofreu diversos ataques de piratas holandeses. Em 1693, criou-se a vila com o nome de Camamu, vocábulo tupi que significa “O peito preto, espécie de ave aquática”.

Antiga foto da Rua Alfredo Martins, que dá acesso à Igreja de Nossa Senhora da Assunção, Padroeira de Camamu

Em 1782, por ordem da Coroa Portuguesa, o bandeirante João Gonçalves da Costa, abriu a primeira estrada ligando Camamu ao sertão baiano. Face à sua importância para a vida econômica da província, ficou conhecida por “Estrada das Nações”.

Por ocasião da guerra do Paraguai, Camamu contribui com um corpo de voluntários de 65 homens. Em 1961, seu território foi desmembrado para formar o município de Ibirapitanga.

Vista da cidade alta de Camamu, com a Matriz de Nossa Senhora da Assunção, em posição de destaque no alto da cidade

Gentílico: Camamuense

Formação Administrativa:

Distrito criado com a denominação de Camamu, em 1560. Elevado à categoria de vila com a denominação de Camamu, pela carta régia de 22 de maio de 1693.

Elevado à condição de cidade com a denominação de Camamu, pelo ato de 22 de junho de 1891. Em divisão administrativa referente ao ano de 1911, o município é constituído do distrito sede.

Pela lei municipal nº 90, de 1º de junho de 1916, é criado o distrito de Orojó e anexado ao município de Camamu.

Nos quadros de apuração do recenseamento geral de 1 de setembro de 1920, o município é constituído de 4 distritos: Camamu, Alfredo Martins, Orojó e Santa Cruz e Barcelos.

Pelo decreto estadual nº 7.479, de 8 de julho de 1931, Camamu adquiriu o extinto município de Igrapiúna, com simples distrito.

Pelo decreto nº 8.562, de 24 de julho de 1933, desmembra do município de Camamu o distrito Igrapiúna, elevado novamente à categoria de município.

Pelo decreto estadual nº 8.695, de 3 de novembro de 1933, o distrito de Orojó é extinto, sendo seu território anexado ao distrito sede do município de Camamu.

Em divisão administrativa referente ao ano de 1933, o município de Camamu é constituído de 2 distritos: Camamu e Santa Cruz e Barcelos, não figurando o distrito de Alfredo Martins, assim permanecendo em divisões territoriais datadas de 31 de novembro de 1936 e 31 de novembro de 1937.

Pelo Decreto Estadual nº 11.089, de 30 de novembro de 1938, Camamu adquiriu o extinto município de Igrapiúna, como simples distrito. Pelo mesmo decreto estadual é criado o distrito de Ibirapitanga e anexado ao município de Camamu e ainda, o distrito de Santa Cruz e Barcelos tomou a denominação de Cruzeiro do Sul.

No quadro fixado para vigorar no período de 1939-1943, o município é constituído de 4 distritos: Camamu, Cruzeiro do Sul (ex-Santa Cruz e Barcelos), Ibirapitanga e Igrapiúna.

Pelo Decreto-Lei Estadual nº 141, de 3 de dezembro de1943, confirmado pelo Decreto-Lei Estadual nº 12.978, de 1º de junho de 1944, o distrito de Cruzeiro do Sul tomou o nome de Tapuia.

Em divisão territorial datada de 1º de julho de 1950, o município é constituído de 4 distritos: Camamu, Cruzeiro do Sul (ex-Santa Cruz e Barcelos), Ibirapitanga, Igrapiúna e Tapuia (ex-Cruzeiro do Sul).

Pela Lei Estadual nº 628, de 30 de dezembro de 1953, é criado o distrito de Barcelos do Sul (ex-povoado de Barcelos) com terras desmembradas do distrito de Tapuia e anexado ao município de Camamu.

Em divisão territorial datada de 1º de julho de 1955, o município é constituído de 5 distritos: Camamu, Barcelos do Sul, Ibirapitanga, Igrapiúna e Tapuia. Assim permanecendo em divisão territorial datada de1º de julho de 1960.

Pela Lei Estadual nº 1.444, de 3 de agosto de 1961, desmembra do município de Camamu o distrito de Ibirapitanga, elevado à categoria de município.

Em divisão territorial datada de 31 de dezembro de 1963, o município fica constituído de 4 distritos: Camamu, Barcelos do Sul, Igrapiúna e Tapuia, assim permanecendo em divisão territorial datada de 1988.

Pela Lei Estadual nº 4.835, de 24 de fevereiro de 1989, desmembra do município de Camamu o distrito de Igrapiúna, elevado à categoria de município.

Em divisão territorial datada de 1993, o município fica constituído de 3 distritos: Camamu, Barcelos do Sul, Tapuia, assim permanecendo em divisão territorial datada de 2007.

Fonte: IBGE